Capítulos anteriores em www.jeanine-berbel.blogspot.com

segunda-feira, 1 de janeiro de 2018

Felizzzzzz ano novo !



Preparativos, contagem regressiva, fogos e...
Felizzzzz ano novo !

A gente quer crer que é possível um reset.
Em algum momento deliberou-se isso, sacramentou-se assim.
Que a contar de uma tal meia-noite - que é como qualquer outra,
De um tal dia trinta e um - que é como outro qualquer,
Poderíamos começar tudo de novo, diferente...
Para melhor.

E de fato é possível. A qualquer momento...
Se mudar o elemento.
Se ser vivente, motivado, mover-se de outro modo,
Alterar forma, meios de ação:
Ajudar a própria natureza.

Importante animar-se,
Importante crer.
Importante fazer !!!

Improdutivo esperar, apenas.
Infecundo acomodar-se, sem agir.
Acreditar na magia  sem pro-mover milagre,
Sendo sujeito ativo no processo de mudança.

Um brinde a toda oportunidade !
Um brinde a todo recomeço !
Um brinde a toda abertura... abraçada !
Seja qual for o dia, seja qual for o mês,
Meros números em calendário.

Seja qual seja o horário,
Seja celebrado o ensejo !...
E feito festejo do ato de tentar.

Nossa humanidade carece de simbolismos,
Precisa produzir significados para dar sentidos.
Contudo, entretanto, todavia,
Intenção sem ação não vai além de... ilusão.

Preparativos, contagem regressiva e...
Felizzzzz dia novo, novo momento... atento,
Positivo e operante !





quinta-feira, 21 de dezembro de 2017

Férias



E lá vamos nós respirar novos ares,
abastecer interior de novos elementos,
escreVENDOaVIDA em viagem !...

Para retomar as postagens em breve, 
acrescidas dessas essências.

***********

Muuuuuito BOAS festas !







quarta-feira, 20 de dezembro de 2017

Raposas e uvas



Estranho mundo estranho !...
Em que escondem-se olhares,
Poupam-se afagos.

Triste mundo triste !...
Em que ridiculariza-se o autêntico,
Estimulam-se as máscaras.

É preciso aprender a linguagem das raposas
Para poder colher uvas.




Vai viver quando ?



Tira os anteparos,
Desce a defesa,
Esconde esses escudos.
Não faz sentido.

Abre mão do mando,
Olvida orgulho,
Rende as reservas,
Tenta a transparência.

Não se guarde tanto.
Não se poupe do sentir.

Prova, experimenta.
Põe o peito no comando
... pra sorrir.




Visita de papai Noel



Surgiu de surpresa.
Apareceu à porta do peito.
Tocou... e entrou.

Prazer, encanto, emoção pura !

Disfarçado de problemas,
Em pacote de carinho,
Papai Noel aportou antes do tempo... oficial.

Trouxe prenda em pessoa do passado,
Presente em gente
Para amar.

Que boas festas !







terça-feira, 19 de dezembro de 2017

Metamorfosear



Dar espaço à mudança,
Ser esse espaço
Pleno
De vazio e de vazão,
Soma e subtração.

De andança...
De acolhida
E esperança
De avanço, evolução.

Corpo que é abrigo,
Cama que é surpresa,
Coração que é calor...
A serem outros adiante
...talvez.

Ahhh, pode assustar tanto !...
Ou ser supremo encanto.


Sou desafio para mim
...e para os fortes.




Reféns do alheio



As horas passam por você e não as vê, como fantasmas.
São só sombras de seus desejos. Não as possui.

Correm à revelia... ou não ?
Com seu consentimento.
O atropelam... e sequer assiste,
Em vir e ir de vento.

Poderiam, ao contrário, desfilar com você.
Ser trançadas por escolha, ser tecidas com o tento da vontade.
Ser fruídas em corpo, mente, coração.

Poderiam ser horas de alma,
Instantes de tanto desfrute mais,
Ensejos de mais apreço.

Por que não são ?
O que faz delas autônomas, de vida própria
Que não a sua, com suas rédeas ?

Ahhh, rosários de queixumes !...
Como se tempo tivesse essência, vigor,
Etéreo autogoverno,
Desse as ordens, soberano per se.

Invertida a ordem criador-criatura.

Quem é dono de quem ?

Medita, pondera.
O que importa, tem valor ?

Faz mais o tempo.

Faz pouco... relativo.
Faz menos... mais sereno.
Mas faz com paz,
Faz com sorriso... de verdade interior.
Com mais amor.